segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

VOCÊ, AMOR E PAIXÃO . . .



Calem-se os falantes
o amor é sublime
e tem que suspirar
no mais ouvido silêncio;
ouço o meu pensamento
que te suplica, a ti,
e não emudece
em minha mente;
meu coração dança
e fibrila tão fraco e tonto
que transgride o movimento
de tons menores;
a sensação é de sono
a reação, a de despertar;
estou morrendo é de rir;
alegria e vontade de gritar;
cego e vivo de amor e paixão !



(Tadeu Paulo -- 2007-12-05)
Tadeu Paulo
Publicado no Recanto das Letras em 05/12/2007
Código do texto: T766217

2 comentários:

Bel disse...

Te ler dá vontade de sair cantando e dançando na chuva, você toca os corações, o meu em particular, fica muito feliz e a vontade de gritar para o mundo que a poesia de um poeta tem que ser igual à tua é imensaaaaa. Lindoooo! Te amo! Beijos

sandrah disse...

Caro amigo Tadeu!Ler vc é sempre prazeroso.Além de ser o grande amigo tb um grande poeta!Sou feliz pelo contato ,mesmo sendo através de um frio computador.
Abraços fraterno
Sandra de Almeida