segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

O ORGULHO DE SER . . .


Alguns
casam-se com
a destruição
porque
amam aniquilar
vivem
na podridão moral
porque o mal
é que os alucina
e os domina
por inteiro
só sentem prazer
na dor
que sua maldade
-- por inveja --
pode trazer ou criar

eu prefiro
a dor da tristeza
porque ela purga
limpa e nos torna
leves como
nossa alma
e não escondo
meu rosto
nem meu nome
nem meu passado
ou meu presente

orgulho-me de ser
o que sempre fui
orgulho-me de amar
orgulha-me
ser parte do amor !


(Tadeu Paulo -- 2008-02-17)
Tadeu Paulo
Publicado no Recanto das Letras em 18/02/2008
Código do texto: T864414


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

2 comentários:

Bel disse...

Tadeu, querido poeta, é tão bom te ler que a emoção sempre toma conta, sua alma flutua nas poesias, e fico torcendo para que ela voe mais alto e novamente lá do alto derrame lindas poesias para nós, como esta que estou lendo e desejando de coração que suas doses de alegrias sejam cada vez maiores e que possam te embriagar de felicidade fazendo desta tua espera um sonho de amor. Linda, maravilhosa, fantástica, sua poesia, querido poeta. Muitos Beijos

Dayene berg silva medeiros disse...

nossa min emocionei em ler suas poesias pela primeira vez parabéns vc e um otimo poeta amei de coração continue como vc e i nunca dexisita di ser essa pessoa ai vc ta
obg.