domingo, 27 de julho de 2008

AMOR, TE AMO TANTO QUE . . .



meu amor é tanto
e quanto e tudo
que se fugir
do alcance
de meu coração
meus olhos
serão rios navegáveis
corredeiras... cachoeiras
de água salgada
nascidos do fundo
de amar
e do mais profundo
da dor !



(Tadeu Paulo -- 2008-07-24)
Tadeu Paulo
Publicado no Recanto das Letras em 24/07/2008
Código do texto: T1095864


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Um comentário:

Puetalóide disse...

Parabéns pelo espaço, Poeta.
Tudo muito bonito. De uma beleza imensa, tanto quanto seu talento.
Abraços.

http://puetaloide.wordpress.com/