segunda-feira, 11 de junho de 2007

DO VERDADEIRO AMOR.(MENSAGEM-ABERTA)


MENSAGEM-ABERTA DE AMOR

É muito bom perceber quando estamos amando; melhor, é ficar sabendo que também somos amados, e que alguém se importa com a gente. Mas divino, é quando nos damos conta de que esse amor nasce exatamente entre nós e a pessoa que nos ama! Digo isso, meu Anjo, porque não há coisa pior do que gostar, apaixonar-se perdidamente por alguém e não ter desse alguém a tão esperada reciprocidade de sentimentos.
Por outro lado, quando se ama de verdade; quando a boca fica seca e o velho coração dispara a bater descompassado, em cirandas arrítmicas; quando o ar parece faltar, porque nos engole prazerosamente e nos dá aquela sensação indevastada de incrível alegria, só de pensar na figura de nosso querido amor... ah, meu Deus, aí, sim, inexistem a coerência, a lógica racional, os medos, a vigilância social, enfim, vive-se com extrema satisfação e incontido prazer. E não os há tolos e insuperáveis obstáculos, como os fatores tempo, idade, distância, aparência, impedimentos... Isso tudo porque o amor é inexplicável, incontrolável, docemente louco e loucamente inconseqüente...
Contudo, os que se amam, e cujas almas se misturam indistintamente, somando a poderosa energia gerada por ambas, em torno dessa paixão sem regresso, também têm que: distribuir entre si a confiança, a fé; catalisar a solução dos conflitos e participar de alegrias e tristezas, dores e aflições decorrentes da vida de cada um... ou dos dois.
E tem que haver entrega, doação, sacrifício. Por isso, você se supera. Gozou os melhores momentos, tal como uma criança encantada com seu novo presente; acariciou os meus cabelos; espreguiçou-se em meu colo; gemeu de prazer; me encarou com esses olhinhos espertos; abriu o sorriso do melhor riso que tem..., mas também aliviou os meus sofrimentos; enxugou minhas lágrimas; me amparou, meiga, mas fortemente em seus braços,e me devolveu a vontade e a riqueza de sonhar.
Em face disso tudo, é que te respiro, te suspiro, te beijo, te amo, te gosto e te preciso, para que caminhemos lado-a-lado, e me ajude a escrever a história de nossas vidas e as projetemos para o futuro além desta vida!

(Tadeu Paulo – 2007)

Tadeu Paulo
Publicado no Recanto das Letras em 15/06/2007
Código do texto: T528095


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Nenhum comentário: