quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

TE AMANDO EM SILÊNCIO . . .


Amar-te
solitária e
silenciosamente
é como invadir
tua intimidade
não permitindo
que o sintas
ou que possas reagir
e nisso tenho
toda vantagem
pois se não estou certo
de receber um sim
pelo menos
tenho a certeza
de não ouvir
um não....
por isso caminho
junto a teus passos
sem que o percebas
e invado teu corpo
na saliência de
meus sonhos
sem que o saibas !



(Tadeu Paulo -- 2008-12-01)




Tadeu Paulo
Publicado no Recanto das Letras em 02/12/2008
Código do texto: T1314872

Um comentário:

Two disse...

Uau! qdo li, me senti o próprio descrito nesse poema, pois amo em silêncio uma pessoa...