sábado, 23 de junho de 2007

O UNIVERSO DE VOCÊ . . . (Carta Em Forma De Poema..)




Pudesse, e desconstituiria
o universo, construindo outro,
especialmente para você;
arquitetado em poesias e versos,
climas e rimas do meu ciúme
ao perfume doce desses olhos,
e colocaria constelações
para brilhar em tua boca,
escorrer em ouro,
prata e mel pelos teus lábios...
e transformar cada espaço
em quadras bem cuidadas;
de diamantes calçadas...
e dispostas em cada passo
à tua frente..., ao teu redor...,
ou para onde quer que fosse;
daí sorveria estrelas
de todas as grandezas,
cadentes, adormecidas,
nascentes da lembrança
de enrijecidos veios,
assanhadamente quentes,
candentes, como dois sonetos;
e o Céu teria apenas uma via,
onde eu te encontrasse
e me escondesse
de todas as imagens
que invadem, ocupam,
mancham e sujam,
a minha mente;
o teu olhar projetaria,
forte e de repente,
um elemento de luz
que me tomaria por inteiro...
e eu viveria eternamente
prisioneiro de teus braços,
acariciando teus cabelos,
sonhando... até sermos um só,
por derradeiro!

(Tadeu – 19/12/06)
Tadeu Paulo
Publicado no Recanto das Letras em 23/06/2007Código do texto: T537625

2 comentários:

Bel disse...

Ah como é bom amar, como é bom ser amado... Você pode tudo, querido poeta...sua poesia é a mais bela, mais meiga e doce que já tive o prazer de ler...acredito que quando era bebê, vc tomava mel na mamadeira pra ter tanto doce em teu coração. Obrigada por ser assim, por escrever tão linda poesia e nos dar a honra de poder te ler.Parabéns, Tadeu. Beijos

nana disse...

Tadeu,
Sempre bom lêr-te!beber o mel de tuas palavras doces me deixa encantada.Conheço as estrelas de máxima grandeza e você é uma delas.Que bom que meus olhos conseguem te alcançar.Parabéns,querido.
beijos de Pó de estrelas cadentes.
Lady Vania.