terça-feira, 15 de maio de 2007

VOCÊ, EM MIL SENTIDOS!



Se me vejo, às vezes,
em meio à mania
de te olhar em sono,
é porque me pego
trôpego e perdido
por não me deixar
morrer em nenhum
de teus momentos;
preciso estar bem vivo,
pois quero te sentir
até em teus pesadelos,
e não vou deixar
que eles me roubem
de ti nem um segundo...
porque sou o único
e o primeiro
a te navegar
em mar noturno;
e o primeiro a decifrar
segredos desses olhos,
até quando se fecham
no final dos dias,
para me enxergar melhor
no curso de todas as noites...
quando dorme e sonha!

(Tadeu Paulo – 2007)

Tadeu Paulo
Publicado no Recanto das Letras em 15/05/2007
Código do texto: T488273


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Nenhum comentário: