quinta-feira, 10 de maio de 2007

E U ...


Gostaria de me encontrar
num ponto qualquer de mim..
é dificil..
Eu sempre fujo do meu eu,
confusamente desorientado;
caio num imenso vazio..
Há um buraco negro,
vagando no meu infinito,
que quer engolir meu futuro,
minhas lembranças,
minhas esperanças;
me fazer perder de minha alma
não me socorrer ao meu grito
não segurar minhas mãos pedintes
nem enxugar minhas lágrimas..
mesmo assim, sem ajuda, sem ouvidos
continuo acreditando
porque acreditar é preciso;
é a última ponte
entre um olhar perdido
e o horizonte não encontrado...
e preciso chegar do outro lado,
tatear o desconhecido
e tomar posse
das novas fronteiras..
meu coração ainda bate
tocando de leve
em meus pensamentos
uma luz fraca se acende
e ilumina a dor à minha frente
e ela se esconde, foge de mim;
ainda há esperanças
aqui, ali, em algum lugar
dentro deste peito
que tanto já sorriu e chorou..
só quero falar, só quero dizer
...amor, vontade de você!
só você pode, só você segura..

(Tadeu Paulo - 30/01/2007)
Publicado no Recanto das Letras em 30/01/2007Código do texto: T363731

2 comentários:

Bel disse...

Tadeu, meu anjo.
Ninguém tem sua magia com as palavras. Você é divino e sua poesia me contagia. Me emociono a cada verso. Danço com a sonoridade que dás aos teus poemas e mergulho em todos eles prá aprender e te admirar mais e mais.
Que delícia de final deste para esta poesia. Parábens, arquiteto das palavras. Beijos

Lucinha disse...

[b][i]Nossa que lindo querido poeta!
Não posso deixar de dizer o quanto me encanta suas palavras,sua poesia,sua sensibilidade.
Que bom se todos olhassemos sob seu prisma,certamente teríamos um mundo melhor e seríamos todos muito mais felizes.
Não mude nunca meu amigo,pq nesse mundo mutável,só o que permanece é a amizade, o amor e o carinho.
O resto é feito de areia…
Bjos

Lucinha